Uma galeria de arte para você se sentir em casa, em Lisboa

Uma das coisas mais interessantes de Lisboa é o encontro do novo e do velho que se dá por toda a cidade. Na Rua das Janelas Verdes, não é diferente. Endereço do Museu Nacional de Arte Antiga, ela é também a morada da Wozen, galeria e estúdio de arte contemporânea que chegou há poucos meses no bairro de Santos. O nome é um acrônimo para World Citizenship, uma referência a quanto esse estúdio-galeria se pretende sem fronteiras.

Capitaneada por Kiki Caldas, Felipe Kopanski, João Marcus Calvacanti e Rique Inglez, a história da Wozen passa pelo Brasil: foi no Rio de Janeiro que ela, portuguesa, e ele, paulista, se conheceram e lançaram juntos um projeto de divulgação de arte contemporânea; além disso, João e Rique são cariocas. Avancemos no túnel do tempo para a Lisboa de 2016, onde os quatro vivem e decidiram levar adiante seu envolvimento com arte abrindo sua própria galeria: chegamos ao número 128 da Rua das Janelas Verdes.

Praias nos arredores de Lisboa para você curtir o verão

Exposição Flecha, a primeira da Wozen. Foto: Facebook / Wozen Studio

Galeria onde você se sente em casa

É aqui, numa zona ainda não tão explorada por turistas em Lisboa, que Kiki, Felipe, João e Rique montam exposições coletivas, recebem artistas para residências e tatuadores convidados, organizam workshops e planejam eventos para despertar nas crianças o gosto pela arte. Num dia calmo na Wozen você pode ver as peças em exposição ouvindo deles curadores a história de cada obra, cada artista e ainda trocando impressões. O clima da galeria é muito acolhedor.

Com passagens por galerias de arte no Rio de Janeiro, Kiki e Felipe aplicam sua vivência em Lisboa: as mostras da Wozen pretendem ser curtas e com uma mistura de artistas de variadas técnicas e origens. Na exposição de abertura, Flecha, havia esculturas da brasileira Bettina Saboia, telas do francês Charlier Claude e do argentino David Petroni, e outros trabalhos. Segunda exposição em cartaz na Wozen (até 11 de setembro), a Glocal, reúne os trabalhos de dez diferentes artistas – entre eles, o angolano Francisco Vidal, que participou da Bienal de Veneza em 2015, o moçambicano Malenga e o cabo-verdiano Fidel Évora.

Brunch Electronik é a melhor pedida para os domingos de verão em Lisboa

Instalação de Regg Salgado. Foto: Facebook / Wozen Studio

Um oásis para escapar do frenesi turístico em Lisboa

A Wozen é dividida em três salas: duas de exposições e um estúdio de tatuagem. Uma das salas de exposições é o espaço principal de entrada da galeria, onde já se tem o primeiro contato com as obras. Nessa sala, uma escada dá acesso a um pequeno estúdio reservado onde Rique Inglez é tatuador residente mas outros artistas dessa área podem passar uma temporada. Uma segunda sala de exposições, com enorme pé direito, abriga obras maiores ou em construção – caso da instalação da foto acima, que o artista Regg Salgado montou progressivamente.

A poucos metros de distância do Museu de Arte Antiga e do Miradouro da Rocha do Conde de Óbidos, a região das Janelas Verdes ainda recebe um fluxo tranquilo de turistas. Muitos deles são interessados em arte, e acabam descobrindo a galeria a caminho do museu. Estando em Lisboa, inclua Santos e a Wozen no seu roteiro.

Experimente o Pharmacia, um restaurante delicioso em Lisboa

Wozen
Onde: Rua das Janelas Verdes 128 B, Santos, Lisboa, Portugal
Telefone: +351 912 700 506
Funcionamento: Terça a sexta, 12:00 às 22h; Sábado, 14:00 às 22:00; Domingo, 14:00 às 20:00

A foto que abre este post mostra a galeria Wozen e é uma reprodução do Facebook da Wozen.


Quer saber mais sobre o que visitar em Lisboa? Entre em contato e saiba como ter um guia de Lisboa personalizado, com o Almost Locals Experience.

Comments

comments

Tags desse artigo
,
Escrito por
More from Flavia Motta

LIS: Descubra a programação de fim de ano em Lisboa

As luzes de Natal já foram acesas, o Papai Noel vem circulando...
Leia Mais