DUB: Visita à fábrica da Guinness

Degustação de Guiness em minipint. Foto: Flávia Motta
Degustação de Guiness em minipint. Foto: Flávia Motta

Para um cervejeiro assumido, ir a Dublin e não visitar a fábrica da Guinness é muuuuuito pior que ir a Roma e não ver o Papa. Desde que compramos as passagens, sabíamos que esse seria um dos nossos passeios na cidade. E dedicamos quase um dia inteiro a isso.

Conheça quatro pubs lisboetas que merecem sua visita

A Guinness fica num bairro bem tradicional de comércio em Dublin. É meio distante do centrão da Trinity College mas dá para ir a pé e desvendar um lado menos tumultuado da cidade pelo caminho.

Sala dos ingredientes, no início da visita à Guiness. Foto: Flávia Motta
Sala dos ingredientes, no início da visita à Guinness. Foto: Flávia Motta

A fábrica ocupa mais que um quarteirão inteiro e aquele tamanhão todo já vai dando ansiedade conforme você se aproxima. Na bilheteria a fila era grande, mas quem tem cartão de crédito pode fugir dela usando as máquinas automáticas. Outra alternativa é comprar o ingresso com antecedência (e desconto) no site da cervejaria. A boa notícia: estudantes pagam menos das duas maneiras.

La Fine Mousse é um bom lugar para beber cerveja artesanal em Paris

O prédio de visitação da fábrica da Guinness tem sete andares com muita atividade interativa e muita história mostrando como a Guinness foi importante economicamente para Dublin. Isso faz com que o passeio seja interessante também para quem não bebe cerveja.

Trem que já transportou muita Guiness. Foto: Flávia Motta
Trem que já transportou muita Guinness. Foto: Flávia Motta

Logo na entrada você pode pegar um áudioguia em português e um funcionário simpático lhe dá as boas-vindas. A partir daí, você faz o seu circuito, levando o tempo que quiser em quase todas as salas.

 

Quase porque há dois momentos em que é necessário seguir um roteiro: a hora de aprender a tirar o pint perfeito de Guinness e a hora em que eles ensinam a maneira certa de degustar uma Guinness. São também as primeiras vezes em que você vai dar um gole na cerveja – se não tiver pulado etapas e, antes disso, dado uma passada em um dos três bares do prédio.

A caminho do paraíso, ops, da sala de prova. Foto: Flávia Motta
A caminho do paraíso, ops, da sala de prova. Foto: Flávia Motta

O grand finale da visita à fábrica da Guinness é a degustação do seu pint (tirado por você, lembre disso) no bar panorâmico do prédio, que tem vista 360° de Dublin com poltronas e pufes concorridíssimos para admirá-la. A trilha sonora tem uma pegada mais rock e muito U2 (como não?).

À saída, como em toda atração turística, há uma loja. Mas não é uma lojinha. É uma superloja de merchandising da Guinness com todo o tipo de produto que você pensar, de camisetas a panelas de cerâmica, passando por chocolates recheados com Guinness. É bom você não estar naquele momento generoso pós-pint ou o prejuízo é certo.

Grand finale da visita à Guiness: pint com vista de Dublin. Foto: Flávia Motta
Grand finale da visita à Guinness: pint com vista de Dublin. Foto: Flávia Motta

Guinness Storehouse
Endereço: St James’s Gate
Telefone: +353 1 408 4800
Horários: Todos os dias, de 9:30 às 17:00 (horário da última entrada). Em julho e agosto a última entrada é às 19:00.

Siga Almost Locals no Instagram
Não perca nenhum post Almost Locals no Twitter
Acompanhe a página Almost Locals no Facebook

Comments

comments

Tags desse artigo
,
Escrito por
More from Flavia Motta

Mercato Centrale de Roma: comer na estação de Termini pode ser uma excelente ideia

De modo geral rodoviárias, estações de trem, aeroportos e portos não são...
Leia Mais