SAO: Tardinha com balada para mães, pais e filhos em São Paulo

Este post é uma colaboração de Cristiane França.

Pais e filhos se divertem juntos n'A Tardinha. Crédito: Divulgação
Pais e filhos se divertem juntos n’A Tardinha. Crédito: Divulgação

 

Quem é mãe – principalmente a de primeira viagem – sabe como é difícil se adaptar a nova rotina com a chegada de um bebê. Coisas corriqueiras que você podia fazer sem pensar, como por exemplo, ir à padaria praticamente de pijama e carregando só o cartão e a chave de casa viram coisa do passado. Agora, se você quiser sair de casa e não tiver ninguém pra ficar com seu neném fofo, vai ter que pegar um arsenal de equipamentos e um bebê pra ter que ir na esquina. Cinema vira Netflix, mas nem assim você consegue assistir sem apagar nos primeiros dez minutos do filme de tão cansada. Balada? Só com o DJ Pillow. 

Sentindo falta de um evento bacana que envolvesse suas crias e os pais, Lillian Kim se juntou com algumas amigas que também se tornaram mães na mesma época que ela e criaram a Tardinha, uma baladinha para bebês e crianças com música bacana, bazar e comidinhas baby friendly, incluindo alérgicos e vegetarianos.

O evento acontece no Neu, lugar conhecido por baladas alternativas, que fica numa casa em Perdizes. O local se transforma em um grande quintal para bebês, que se divertem no tatame de EVA enquanto os pais curtem sets super bacanas do trio de mães Raquel, Lilli e Tati. As crianças maiores também tem seu espaço para brincar e podem se acabar no pula pula e na piscina de bolinhas, instalados na pista do clube. Além disso, também teve um show muito bacana da banda Babá Eletrônica, que fez muito sucesso com os pequenos.

A banda Babá Eletrônica n'A Tardinha: good vibes garantidas. Crédito: Divulgação
A banda Babá Eletrônica n’A Tardinha: good vibes garantidas. Crédito: Divulgação

 

A baladinha é good vibe pura! Ver bebês pra todos os lados com suas mães e seus pais, muitos carregando suas crias no sling, crianças correndo e se divertindo, música bacana que te faz sentir numa baladinha dos velhos tempos, só que dessa vez podendo trocar ideia com outras pessoas que estão na mesma fase que você é incrível!

Minha Alice, de quase cinco meses, se divertiu demais no tatame com outros bebês e era só sorrisos (até ficar com sono e perder a validade como todo bebê). Enquanto isso, tomamos uma cervejinha (porque também merecemos uns bons drinks!) e comemos um hambúrguer delicioso. Pra quem está cansado do esquema casa dos avós-festinha infantil-restaurante nos finais de semana, é uma opção maravilhosa pra realmente sair da rotina. 

A Tardinha costuma acontecer trimestralmente (torcendo aqui pra aumentar a periodicidade!) no Neu Club e dá pra acompanhar as novidades pela fanpage do evento no facebook.

Siga Almost Locals no Instagram
Não perca nenhum post Almost Locals no Twitter
Acompanhe a página Almost Locals no Facebook

 

 IMG_0384Cristiane França tem 37 anos, é historiadora não-praticante, publicitária por opção e mãe newbie. É carioca, mas vive em São Paulo há 8 anos e agora explora as possibilidades da cidade com sua pequena Alice.

Comments

comments

Tags desse artigo
Escrito por
More from Guest Blogger

Restaurantes veganos no Rio de Janeiro

Com campanhas internacionais como “segunda sem carne” e chefs/celebridades voltadas para uma...
Leia Mais