5 roubadas em Barcelona e como evitá-las

As roubadas em Barcelona são muitas. Existem alguns programas de índio pensados especialmente para os desavisados que caem no conto da paella a 5 euros e depois reclamam da culinária espanhola. Saber onde não ir e o que evitar pode definir a sua viagem. Por isso, deixo aqui as cinco maiores roubadas de Barcelona (na minha modesta opinião).

Ramblas, a maior das roubadas em Barcelona

É uma opinião polêmica porque quase ninguém escapa de passar por lá. Mesmo assim, as Ramblas são, para mim, a maior das roubadas em Barcelona (ao lado do nosso número 2). O lugar ao que chamo carinhosamente de zoológico nada mais é do que um calçadão lotado com vendedores ambulantes, promoters de bares e baladas, restaurantes de qualidade bem duvidosa, lojas de souvernis inflacionados e cafonas, gringos bêbados fantasiados e artistas de rua. Uma mistureba estranha que perdeu a personalidade por conta do turismo massivo.

Tem que ir? Tem, mas com discernimento. Há alguma coisa que preste por lá? Sim, o Mercado da Boquería por mais massificado que seja ainda mantém um lado “mercadão” que vale a pena conhecer; o Palácio de la Virreina, um antigo palácio que abriga um centro de imagem que sempre tem exposições interessantes (e grátis) e o Grand Teatre del Liceu, um teatro de ópera de lindíssimo. Fora isso, é dar uma passeada rápida, um “olha quanta estátua viva” e tchau. Há outras ramblas em Barcelona muitos mais interessantes, como a Rambla do Poblenou e a Rambla do Raval.

Roubadas em Barcelona nas Baladas do Porto Olímpico

Durante o dia o Porto Olímpico é até visitável se você não liga para hostess de restaurante quase te puxando pelo pescoço. Quando a noite cai, a história é outra: o piso inferior se enche de baladas e bares bem caídos, com música ruim e uma frequência bem estranha que inclui alguns dos batedores de carteira mais rápidos de Barcelona. Algumas outras baladas da área, como Opium e a Shôko, são melhores mas frequentadas quase que unicamente por turistas mauricinhos festeiros e meio malas. A escolha é sua qual dessas roubadas em Barcelona você vai se meter.

Mercado de Encants

Dizem que o Encants é um ótimo mercado de segunda mão. Só que não. Pra mim, é um lugar com o teto bonito e um monte de quinquilharia sem muita utilidade (a não ser que você esteja planejando comprar um videocassete ou uma cafeteira quebrada). Uma feira do rolo made in Barcelona.

Shows de flamenco, roubadas em Barcelona para turistas

É como pular Carnaval no Mato Grosso. Vai ter festa mas nunca será como no Rio ou no Nordeste. Quando o assunto é flamenco, Barcelona está para Mato Grosso assim como a Andaluzia está para o Nordeste. Então, se você quer conhecer o verdadeiro flamenco, te aconselho esticar a sua viagem até Sevilha. Aqui vai ser só papagaiada.

Roubadas em Barcelona que podem ser evitadas: as filas da Sagrada Família

A matemática é simples: uma igreja e quase 3,5 milhões de visitantes por ano. Ou seja, fila de brinquedo da Disney na semana do saco cheio é menor. Sim, existe fila a qualquer hora, em qualquer época do ano. No verão é muito pior mas no inverno também é uma bela roubada. A boa notícia é que só pega fila quem quiser. É só ser um pouquinho planejado, clicar aqui  e aproveitar suas horas fazendo algo melhor do que olhar andaime.

Escapou dessas? Mais roubadas, agora em Berlim

Comments

comments

Tags desse artigo
More from Amanda Foschini

BCN: 5 delícias que você precisa provar em Barcelona

“Catalunha não é Espanha”: você vai ver muito essa frase quando estiver...
Leia Mais

1 Comment

  • Da pra comprar entrada para a Sagrada Familia nos caixas eletronicos da LA CAIXA. Tem um NA FRENTE da igreja.

    Mas concordo que comprar online eh a melhor opcao

Os comentários estão fechados