Quatro novas razões para ir ao Príncipe Real, em Lisboa

Príncipe Real. Foto: Flávia Motta
Príncipe Real. Foto: Flávia Motta

Já faz um tempinho, o Príncipe Real se tornou um dos bairros mais cool de Lisboa. No alto de uma colina que se derrama em direção ao Bairro Alto, São Bento e Avenida da Liberdade, essa é uma região queridinha dos franceses e foi uma das primeiras a ganhar destaque no novo hype de Lisboa.

O Príncipe Real tem como ponto central a praça que leva o nome do bairro e é perfumada por um enorme cipreste centenário. É nos arredores dessa praça que ficam alguns dos lugares mais interessantes de Lisboa. Há endereços no Príncipe Real que já se tornaram inevitáveis na descoberta da capital portuguesa – como o lindo palácio Embaixada, com suas lojas, restaurantes e noites de fado -, mas a região consegue sempre se renovar e ter novidades que justificam o eterno retorno.

Novos endereços imperdíveis no Príncipe Real

Zazah, o novo gastrobar do Príncipe Real. Foto: Divulgação / Zazah
Zazah, o novo gastrobar do Príncipe Real. Foto: Divulgação / Zazah

Zazah

O novo gastrobar de Lisboa tem à frente três sócios cariocas e foi pensado para aprazer os cinco sentidos. Obras de arte adornam as paredes, a música ambiente tem curadoria da Rádio Ibiza, há uma carta de drinques com receitas exclusivas da casa e da cozinha do chef Moisés Franco saem pratos contemporâneos que valorizam ingredientes portugueses e a cultura local de partilhar a comida. No Zazah a noite começa com os drinques, segue pelo jantar e termina em clima de festa.

Zazah: um gostinho do lifestyle carioca num gastrobar em Lisboa

Bacalhau do chef Diogo Noronha para o Pesca. Foto: Divulgação / Pesca
Bacalhau do chef Diogo Noronha para o Pesca. Foto: Divulgação / Pesca

Pesca

O aguardadíssimo restaurante do chef Diogo Noronha (ex-Casa de Pasto) chega para enriquecer ainda mais a cena gastronômica do Príncipe Real. O nome é uma referência à predileção do chef por aquilo que vem do mar, tendo em conta que o peixe português é considerado um dos melhores do mundo. Um bar de ostras dá as boas-vindas aos clientes e sacia os passantes. O cardápio combina sabores de mar e montanha, com pratos como as vieiras braseadas com crocante de aspargos ou o polvo na brasa com purê de batata doce de Aljezur. O bar surpreende com uma carta de coquetéis pontuada por ingredientes inusitados, como pimentão, ervilha e cenoura.

Casa de Pasto: cozinha portuguesa com toque contemporâneo em Lisboa

Um pouquinho de Brasil e Índia no Príncipe Real

Design brasileiro na Casa Pau-Brasil. Foto: Flávia Motta
Design brasileiro na Casa Pau-Brasil. Foto: Flávia Motta

Casa Pau-Brasil

Um pouco do melhor do design brasileiro marca presença nesse palacete que é 100% dedicado ao Brasil. Mobiliário de grandes nomes, como Sérgio Rodrigues e Irmãos Campana, e a moda brasileiríssima de Lenny Niemeyer e Maria Oiticica convivem harmoniosamente com a música de qualidade dos discos da Biscoito Fino e a perfumaria nacional-chique da Phebo. Há espaço ainda para novos criadores e outros projetos de identidade brasileira que acertam em cheio nos gostos de um público mais sofisticado. As quintas com happy hour são uma desculpa extra para conhecer o lugar.

Tardes musicais: conheça os projetos de shows intimistas em Lisboa

Batata doce com romã, iogurte, tamarindo e menta do Chutnify. Foto: Flávia Motta
Batata doce com romã, iogurte, tamarindo e menta do Chutnify. Foto: Flávia Motta

Chutnify

Lisboa está tomada de restaurantes indianos tradicionais, beirando a caricatura. Mas o recém-chegado Chutnify traz à cidade uma Índia moderna e autêntica. Nascida em Deli, a designer de moda Aparna Aurora abriu o primeiro Chutnify em Berlim há três anos e decidiu internacionalizar a casa começando por Lisboa. O cardápio tem forte referência da street food indiana e o cardápios traz pratos tradicionais, como o curry e os naans (pães típicos) mas também receitas menos comuns por aqui, como os dosas, algo próximo de um crepe. A decoração traz referências a Bollywood e a trilha sonora apresenta música indiana moderna.

Três dias em Lisboa: dez coisas que você não pode deixar de fazer

Comments

comments

Tags desse artigo
,
Escrito por
More from Flavia Motta

Por dentro de um mercado de vinhos em Lisboa

Uma coisa que eu percebi quando vim morar em Lisboa é como...
Leia Mais