Primeira Japan House do mundo abre em São Paulo

Neste sábado (6/5/2017), é inaugurada a primeira Japan House do mundo. O espaço é iniciativa do governo japonês para divulgar o Japão contemporâneo. Se você espera moças vestidas de quimono, lanternas de papel e tanques com carpas, esqueça. Na Japan House, você vai encontrar muito minimalismo, arte, tecnologia, workshops e exposições.

Por Angélica Bito

Japan House
Foto: Rogério Cassimiro/Japan House
Foto: Rogério Cassimiro/Japan House

Naoto Nakahara, do Ministério das Relações Exteriores do Japão, explica em coletiva de imprensa que, com este espaço, o país “busca uma plataforma para o futuro, com atividades para abrir ideias e parcerias, uma releitura dos elementos para melhorar a relação entre Brasil e Japão”. Marcelo Dantas, curador e diretor de programação da Japan House, conta que a programação da casa tem natureza multidisciplinar, ou seja, não está focada apenas em ser um espaço cultural, mas também de negócios. “Queremos encontrar veios de comunicação, uma relação entre a cultura contemporânea dos dois países. Queremos ultrapassar o conceito de centro cultural, inspirar por meio das histórias de um povo.” “A Japan House não é uma galeria de arte ou um centro cultural apenas, mas também uma plataforma de desenvolvimento de negócios, estudos e tecnologia”, completa Takahiro Nakamae, Cônsul-Geral do Japão.

Foto: Japan House

A localização da Japan House é privilegiada: fica no número 52 da Avenida Paulista. Sua fachada é toda trabalhada em tiras de madeira – são 630 peças de madeira Hinoki, dispostas em 36 metros -, envolveu cinco artesãos japoneses, especialistas na técnica de encaixe de madeira. Ela realmente chama atenção desde que começou a ser construída, há dois meses. O prédio conta com três andares e a exposição que inaugura as atividades gratuitas na Japan House é a “Bambu – Histórias de Um Japão”, em cartaz até 9 de julho de 2017.

De acordo com Dantas, o bambu é um “ingrediente secreto na cultura japonesa, ele está em todas as partes e todos no Brasil conhecem o bambu”. Ou seja, existe um simbolismo por trás da escolha dessa exposição para abrir as atividades deste espaço. “No Japão, há cerca de cinco mil usos catalogados para o bambu, ao mesmo tempo que o Brasil tem a maior floresta de bambu do mundo” (localizada no Acre), continua. “No entanto, o bambu não é um ícone de identidade para os japoneses, tem uma presença silenciosa, como esse próprio povo: está lá, mas não fala alto”, compara Dantas. As obras da exposição formam uma cronologia visual de mais de 150 anos de arte em bambu. A exposição ainda retrata histórias do Japão que reforçam a onipresença do bambu, como na cerimônia do chá, em artefatos do dia-a-dia, na música e no cinema.

Claro que a comida não fica de fora da Japan House e ela promete. “Queremos mostrar uma culinária além do sushi, sashimi e temaki, tanto que não temos essas comidas no cardápio”, avisa Marcelo Dantas. A cozinha do restaurante instalado na Japan House é comandada por ninguém menos do que Jun Sakamoto, referência em se tratando de comida japonesa aqui em São Paulo. O espaço também traz o imi Café, que servirá café, matcha, chás e doces especiais; além de uma loja que vende lenços para fazer furoshiki (a técnica milenar de embrulho japonês) e a Japan Madoh, com curadoria inédita de produtos de design, moda, alimentos e bebidas vindos do Japão. No térreo, ainda há cerca de 1900 livros japoneses disponíveis para consulta no local.

A programação da casa está intensa para os próximos meses. Já estão planejadas exposições sobre arquitetura, tecnologia e até uma voltada para arquitetura de casas para cachorros, assim os pets também terão vez no espaço. Caso você esteja curioso, as próximas unidades da Japan House serão inauguradas em Los Angeles e Londres, ainda sem data definida.

BAMBU – HISTÓRIAS DE UM JAPÃO

De 6 de maio a 9 de julho, Japan House São Paulo. Avenida Paulista, 52. Horário: Terça a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 10h às 18h. Entrada Gratuita

Agradecemos a Angélica Bito, que foi na inauguração da Japan House e contou tudo para a gente. 

Comments

comments

Tags desse artigo
Escrito por
More from Guest Blogger

Restaurantes veganos no Rio de Janeiro

Com campanhas internacionais como “segunda sem carne” e chefs/celebridades voltadas para uma...
Leia Mais