Praias nos arredores de Lisboa para você curtir o verão

Ribeiro do Cavalo. Foto: Flávia Motta
Ribeiro do Cavalo. Foto: Flávia Motta

Quem procura praias em Lisboa não vai encontrar. Mas a cidade banhada pelo Rio Tejo é a capital europeia mais próxima do mar e, seja no seu próprio carro ou de transporte público, ir à praia em Lisboa não requer muito esforço (felizmente). Reunimos aqui nessa lista algumas boas praias em Lisboa – ou melhor, nos arredores – onde você pode curtir um dia quente de verão quando estiver pela cidade.

Tá com tempo? Faça uma escapada de verão para o Algarve desde Lisboa mas antes veja quais são as praias mais bonitas do Algarve

Praia da Conceição

Bem na Baía de Cascais, essa praia tem uma mistura divertida de famílias locais (ou quase locais) e turistas lagarteando sob o sol. A razão é uma só: essa é uma das praias mais fáceis de se chegar nos arredores de Lisboa. Você pega o trem no Cais do Sodré e desce em Cascais – vai de uma estação terminal a outra; não perde o ponto nem se dormir no caminho. Chegando em Cascais, é só seguir o fluxo de banhistas e logo se chega. A Praia da Conceição tem piscinas de água marinha que as crianças adoram e águas calmas, perfeitas para a prática de stand up paddle.

Praia de Carcavelos. Foto: Facebook / Câmara Municipal de Cascais
Praia de Carcavelos. Foto: Facebook / Câmara Municipal de Cascais

Carcavelos

Também na linha Cascais, essa praia é conhecida por ser um point de surf, com várias escolinhas oferecendo aulas (mesmo que de apenas um dia). A faixa de areia é uma das mais largas da linha de Cascais e a água tem ondas, mas é bem tranquila de mergulhar. Foi aqui, por exemplo, que rolou o Mundialito de Futebol de Areia 2016, onde o Brasil venceu Portugal na final. É outra praia com acesso fácil de trem, que você pega no Cais do Sodré.

Desafio! Faça o nosso teste e confira se você sabe diferenciar Brasil e Portugal

Praia do Guincho. Foto: nicolee_camacho / CC BY
Praia do Guincho. Foto: nicolee_camacho / CC BY

Praia do Guincho

Mais para além na zona de Cascais, a Praia do Guincho é um point mundial de prática de esportes aquáticos, porque venta um bocado nela. As turmas do kitesurf e do windsurf adoram. O visual da Praia do Guincho é mais selvagem, com areia dourada e algumas falésias ao redor, bem diferente da areia mais clarinha da baía de Cascais.

Para chegar aqui de transporte público, porém, você vai precisar fazer um pouquinho mais de esforço. Descendo na estação de trem de Cascais, precisa pegar um ônibus até o Guincho (405 e 415 são as linhas que conectam as duas pontas, em ambos os sentidos). Outra opção é alugar uma bicicleta e pedalar os (mais ou menos) 6km que separam a estação de trem da praia pela costa. Com sorte você consegue pegar uma bike de graça numa estação da Bicas – o serviço de empréstimo gratuitos de bicicletas. Se não conseguir, alugar uma não será complicado.

Verão europeu: anote os endereços dessas seis sorveterias para se refrescar em Lisboa

Praia da Adraga. Foto: Leonardo Mesquita
Praia da Adraga. Foto: Leonardo Mesquita

Praia da Adraga

Se Sintra, para você, é sinônimo de castelos, a Praia da Adraga vai fazer você rever seus conceitos. Subindo a serra de Sintra, desde Lisboa, num desvio à esquerda, você entra no caminho para a Adraga e só desce do carro praticamente na areia. O GPS funciona bem na área e você não deve se perder mas, infelizmente, só se chega à Adraga de carro mesmo.

Por outro lado, a ‘dificuldade’ de acesso resulta numa praia tranquila mesmo aos fins de semana. A faixa de areia é pequena e o mar é próprio para a prática de surf e bodyboard. A Adraga também faz parte do programa de acessibilidade nas praias e está totalmente preparada para receber pessoas com dificuldade de locomoção.

Descubra 4 razões que fazem de Portugal um campeão também fora dos gramados

Praia de São João da Caparica. Foto: Flávia Motta
Praia de São João da Caparica. Foto: Flávia Motta

Costa da Caparica

Você pode ter experiências bem diferentes na Costa da Caparica, dependendo de onde você escolha ficar – e isso, de certa forma, vai depender de como você vai chegar lá. A Costa da Caparica é uma região urbana da Península de Setúbal, na margem sul do rio Tejo. Se você for de transporte público, o mais fácil é ficar mesmo nos trechos urbanos da Costa. Nesse caso, há duas opções. A primeira, saindo do centro de Lisboa, é pegar o ônibus 153 ou 161 e descer direto na Caparica. A segunda opção é pegar o barco do Cais do Sodré até Cacilhas (a viagem é rápida e bonita) e, lá, pegar um ônibus até a praia (linhas 124 ou 135) ou um táxi, que deve te custar uns 8 euros.

Se você tiver a chance de explorar a Caparica de carro, algumas boas opções são a Praia do Castelo ou a Praia da Morena (na real, o que mais varia aqui é o restaurante que tem a concessão de cada trecho da praia). Num outro extremo da Costa, também acessível de carro, São João da Caparica é uma excelente opção de praia.

Em qualquer um dos casos, espere encontrar na Costa da Caparica uma faixa de areia bem larga (variando do branco ao alaranjado, dependendo do trecho) e mar aberto, mas relativamente calmo.

Confira seis respostas para perguntas essenciais sobre morar em Portugal

Ribeiro do Cavalo. Foto: Flávia Motta
Ribeiro do Cavalo. Foto: Flávia Motta

Arrábida

No Parque Natural da Arrábida, também na Península de Setúbal, ficam as praias mais bonitas que eu conheço dessa zona próxima de Lisboa, com uma atmosfera bem mediterrânea. Chegar lá vai exigir de você um carro e alguma disposição. Das praias que eu já visite nessa região, recomendo de olhos fechados Portinho da Arrábida, a Praia do Creiro e a Ribeiro do Cavalo.

As diferenças entre elas são muitas. Portinho da Arrábida é uma pequena enseada em pedras (calhau, como dizem aqui), com umas duas ou três casas de pescadores, um restaurante e nenhuma infraestrutura de praia – tipo banheiro, bar e afins. Na Praia do Creiro, você já encontra alguma infraestrutura de apoio e um terreno com mais areia do que pedras. Já na praia de Ribeiro do Cavalo, apontada como ‘a mais tailandesa de Portugal’, é preciso encarar uma trilhar para descer o costão até a faixa de areia. Essa praia é selvagem, por isso, prepare-se: nem sinal do celular chega lá.

Praia do Creiro. Foto: Flávia Motta
Praia do Creiro. Foto: Flávia Motta

De todo modo, antes de partir para alguma praia próxima de Lisboa, vale verificar em sites as condições do vento, para você se preparar melhor – eu, por exemplo, sempre coloco um casaquinho na bolsa da praia. E não deixe de ler nosso post sobre as diferenças entre as praias do Rio de Janeiro e as praias em Lisboa para saber o que te espera.


Quer saber mais sobre o que visitar em Lisboa? Entre em contato e saiba como ter um guia de Lisboa personalizado, com o Almost Locals Experience.

A foto que abre este post mostra a praia de Ribeiro do Cavalo e é de Flávia Motta.

Comments

comments

Tags desse artigo
,
Escrito por
More from Flavia Motta

Réveillon 2017 em Lisboa: 17 festas para se jogar na virada do ano

Eu já contei num outros post o que você pode esperar do...
Leia Mais