Coisas para ter em conta antes de comprar sua passagem low cost

Foto: Kuster & Wildhaber Photography / CC

Ah, o maravilhoso mundo das companhias aéreas low cost. A gente vem morar na Europa já sonhando com aqueles voos baratinhos que vão fazer a gente conhecer o continente inteiro em pouco tempo. Ahã, senta lá, Cláudia. O que a gente só aprende com a prática é que um voo low cost pode sair muito caro, se você não ficar atento a alguns detalhes. Com a vivência de voar low costs, a gente pega a manha. E compartilha aqui nossas dicas locais, de algumas coisas que você deve considerar antes de comprar sua passagem low cost.

17 motivos para visitar a Europa em 2017

O aeroporto de chegada e de partida

É fato sabido de quem se habituou a voar low costs que, muitas vezes, elas chegam e saem dos aeroportos mais distantes das capitais europeias. Isso pode te acarretar não apenas mais horas de viagem mas também mais gastos de deslocamento. Antes de comprar sua passagem, confira como é a conexão de transportes do aeroporto até o centro da cidade e evite surpresas. Em Paris, por exemplo, o deslocamento do aeroporto de Beauvais até o centro vai te consumir pelo menos 1h30 de viagem.

Reaction GIF - Find & Share on GIPHY

O horário de chegada e de partida

Tão importante quanto conferir as conexões de transporte é saber se elas estarão funcionando nos horários em que você vai precisar delas. Afinal, não adianta economizar na passagem se você vai precisar gastar uma grana de táxi no meio da madrugada. Been there. Done that. Not cool.

Morar na Europa: glamour ou vida real?

O limite de bagagem

Uma das coisas que faz um voo de companhia aérea low cost ser barato é que há uma série de itens que não estão incluídos no bilhete, como o despacho de bagagem. Se você vai viajar por poucos dias no verão, isso não vai ser um problema. Mas se vai fazer uma viagem de inverno que exija muitos casacos, deve ficar alerta para o limite de peso e tamanho. Como as companhias cobram uma multa caso você tenha que despachar a bagagem em cima da hora, é comum ver os funcionários verificando as medidas. Além disso, algumas companhias também restringem o tamanho da sua bolsa de mão. A Easyjet, por exemplo, exige que cada passageiro embarque apenas com um volume, o que faz com que muita gente tenha que dar seu jeito para fazer a bolsa caber na mala.

Hulu GIF - Find & Share on GIPHY

A duração da viagem

Às vezes nosso olho vê aquele 19,99 euros piscando e a gente nem consegue raciocinar direito, vai direto comprando a passagem mais barata. O que é preciso ter em conta é que um dia a mais de viagem significa um dia a mais de despesas com hospedagem, alimentação, transporte. Antes de concluir a compra, faça as contas e veja se a economia de passagem compensa ou se vale mais a pena encurtar um pouquinho a viagem.

Onde comer mais barato com os melhores chefs do mundo

O serviço de bordo

Como a gente já disse antes, o que faz um voo low cost é, essencialmente, a ausência de supérfluos. Paga-se por tudo numa low cost: da bagagem despachada à marcação de assento, passando pelo serviço de bordo, naturalmente. Sim, tudo o que você consuma dentro do avião vai ser pago. Para evitar despesas extras, embarque alimentado ou leve algum snack para bordo. E água! Mas deixe para comprá-la já na sala de embarque, depois da verificação de segurança.

Meals GIF - Find & Share on GIPHY

A antecedência de compra

Antecipação é a chave do negócio para economizar na sua passagem low cost. Não conte com ofertas relâmpagos para voos no dia seguinte. E prepare-se para comprar voos com tantos meses de antecedência que você até esquece da viagem. A dica é ainda mais importante para os meses de verão e de férias escolares.

E você, tem alguma dica valiosa para quem vai comprar uma passagem low cost? Compartilha com a gente aqui nos comentários.

Comments

comments

Escrito por
More from Flavia Motta

Agenda Cultural: Europa – Agosto 2016

Começa o melhor mês na Europa: agosto! O verão está no seu...
Leia Mais