Vrai ou Faux: mitos e verdades sobre Paris e parisienses

No Almost Locals temos outros posts que falaram sobre mitos e verdades de suas cidades. Aproveitando o assunto, aqui vão também alguns clichés sobre Paris e dos parisienses em geral. São coisas que observei e avaliei por conta própria ao longo dos meus três anos aqui, então se você discorda, concorda ou gostaria de acrescentar algo, toda contribuição é bem-vinda!

 

Mito 1 : Parisienses são arrogantes e mau humorados
Ça dépend.

almost-locals-mitos-verdades-paris-louis garrel

Louis Garrel, símbolo do blasé francês / Foto: Les Pecheresses-le mag

No dia-a-dia eu acho verdade, muita gente tá de cara amarrada, principalmente no metrô. A gente escuta muitos “muchochos” de insatisfação do vizinho (o famoso “pfff”) e isso faz parte da cultura, essa cara meio torcida para tudo. Mas isso não quer dizer que eles não sejam capazes de sorrisos e de momentos de cumplicidade pública. Já presenciei, prometo!

Para culturas acostumadas com “calor humano” e “informalidade” (não só brasileiros, mas muitas outras do mundo todo) é muito difícil abstrair e se adaptar. Minha dica é relativizar. Pessoalmente, tenho amigos parisienses e aprendi a amá-los entendendo que eles têm o jeito deles de ver o mundo, que não é muito “la vie en rose“. Mesmo os franceses de outros estados reconhecem o parisiense como o primo ranzinza da família.

Agora, mau humor não tem nada a ver com educação. Essa linha é tênue e tem muito a ver com o respeito do epaço individual e da noção de “coletivo”. Em geral todo mundo, (ou quase), diz com-licença, bom-dia, por favor, obrigado para tudo. O parisiense faz questão de ser educado, falar baixo no metrô e ônibus, segurar a porta e dizer bom-dia mesmo para quem não conhece. Mas provavelmente não vai ser com o sorrisão caloroso do brasileiro.

almost-locals-mitos-verdades-paris-ratp 768x575

Publicidade no metrô incentivando as pessoas a serem discretas nos transportes públicos / Foto: RATP

O negócio complica porque eles esperam muito isso de quem vem visitar a cidade também, talvez daí a fama de arrogantes e a famosa atitude blasé. Em geral, eles não toleram muito “falta de educação” e são de falar e brigar se acharem que devem. Vi muitas cenas cômico-tensas no dia-a-dia, mas sempre com locais, jamais com visitantes de fora.

 

Mito 2 : Parisienses (e franceses) não tomam banho
Faux.

almost-locals-mitos-verdades-paris-cheiro 768x513

 Foto: Passion Cinéma

Tomam banho sim, no verão até duas vezes no mesmo dia. E usam perfume, claro! Mas, já vi gente que toma banho mas não lava a roupa ou não usa desodorante, aí nem Jesus na causa. Assim como em muitos outros países da Europa, eles são menos apegados à cultura da higiene dental, que não é nem de longe parecida com a do Brasil, por exemplo.

 

Mito 3 : Francesas não se depilam
Faux.

almost-locals-mitos-verdades-paris-depilacao 768x460

 Foto: Pin Up Bio

E ah, sim, francesas se depilam sim! Acho que esse folclore veio dos anos 60-70. Rola até uma rede de salões de beleza espalhadas por toda a cidade que você paga por mês e pode ir depilar quando você quiser sem marcar hora em qualquer filial, a BodyMinute.

 

Mito 4 : Parisienses fumam muito
Vrai.

almost-locals-mitos-verdades-paris-cigarros 768x432

 Foto: Le Figaro

E a cidade é cheia de bitucas em tudo quanto é lugar. Rola até umas propagandas do governo para tentar concientizar os parisienses que lugar de “mégot” (filtro do cigarro) é no lixo. Agora tem uma lei, se você jogar bituca na rua pode ser multado em 68€.  Lembro que reparei muito no início, essa relação com o cigarro que eles tem. Mas depois fui a Nápoles, Lisboa e Hamburgo e achei que tem gente que consegue fumar ainda mais que o parisiense.

 

Mito 5 :  Paris é cara
Vrai,
mas nada de pânico, existem alternativas.

almost-locals-mitos-verdades-paris-cara 768x384

Restaurante Le Meurice de Alain Ducasse/ Foto: Telegraph UK

Sobre os preços, é o seguinte: a vida do parisiense standard é cara. Aluguel, transporte, impostos, alimentação, lazer. Tudo isso tem um preço que, se comparado a outras capitais da Europa, é salgado mesmo. Por exemplo, hoje é normal pagar no mínimo 600€ de aluguel por um espaço minúsculo (menos de 20m2), 15€ por uma pizza, 6€ por uma taça de vinho, 11€ entrada do cinema e por ai vai…

Mas com um pouco de astúcia e boa vontade é possível encontrar bons planos. Existem restaurantes que ao meio-dia oferecem o “Menu du jour”, que tem prato do dia, por exemplo, e você come com folga.

PAR: 6 restaurantes e 2 dicas para comer bem, bonito e barato em Paris

Se eu vou num lugar para comer, peço a “carafe d’eau” e não a “bouteille” que os garçons sugerem. A carafe é a àgua da torneira que é potável e super controlada em termos de qualidade. Você economiza os 5€ da Coca-Cola para uma “pinte” (meio litro de cerveja) no Happy-Hour mais tarde.

Essa é outra dica, ir em barzinhos cedo. Entre 17h-20h é quando rola as promoções de cervejas e cocktéis. Alguns bares tem Happy Hour até para as taças de vinho.

 A cidade tem muitas atrações legais e gratuitas ou com precinhos camaradas tipo de 2€ a 5€. Se quiser, existem muitos museus, exposições e atividades em conta. Google neles.

 

Mito 6:  A culinária francesa, principalmente em Paris, só tem comida boa
Faux.

almost-locals-mitos-verdades-paris-comidas-estranhas 768x576

Restaurante L’Escargot – especialidade francesa/ Foto: Jean Claude Lafarge

Em primeiro lugar, justamente por ser a capital da França, Paris é cheia de restaurante furada-pega-turista. Em segundo, já ouviu falar de Andouillette, Boudin noir, Quenelle, Ris de Veau..? São apenas alguns dos pratos estranhos e fortíssimos em gosto da culinária local. Acho que todo país tem os seus. Não é porque é Paris e a culinária é francesa que a comida vai ser necessariamente gostosa, mas isso eu imagino que você já saiba. Esse merece até um post dedicado 😉

 

Mito 7: Em Paris se você não fala francês, ninguém te escuta
Faux.

almost-locals-mitos-verdades-paris-anglais 768x768

Publicidade de escola de idiomas no metrô em Paris/ Foto: Christophel Homme

Nunca aconteceu com nenhuma visita ou conhecido meu.Você pode falar inglês à vontade, eles respondem e tentam entender sim. Eles tem um sotaque em inglês engraçadinho, então paciência para entender a resposta. Tente ser educado e tudo vai fluir mais naturalmente.

Fora isso, bem, tem gente bizarra em qualquer lugar do mundo então pode ser pura má sorte se você foi legal e disse bom dia e o cara foi um idiota.

 

E você, tem algum mito ou cliché sobre Paris que gostaria de desmascarar? 🙂

 

*Foto de destaque: Paris Saint Honoré

 

PAR: Bebendo vinho em Paris, 4 Caves Imperdíveis no 11ème arrondissement

PAR: 5 bistrôs em Paris

Siga Almost Locals no Instagram
Não perca nenhum post Almost Locals no Twitter
Acompanhe a página Almost Locals no Facebook

Comments

comments

Tags desse artigo
More from Jordana Felisberto

Como escolher vinhos franceses no supermercado

A maioria das pessoas que vem à Paris quer visitar a Torre Eiffel,...
Leia Mais

1 Comment

Os comentários estão fechados