Onde se hospedar em Londres? Soho!

Buscar onde se hospedar em Londres pode gerar várias dúvidas, por conta do tamanho gigantesco da cidade. O metrô é eficiente, mas ninguém quer gastar seu tempo precioso no Underground.  Nossa dica é um dos nossos bairros prediletos que, mesmo sendo muito turístico, atrai muitos locais.

Que tal ficar no bairro dos boêmios, poetas e músicos? O Soho é uma zona mítica no coração da cidade, com ruas estreitas, pequeninas e com muitas histórias para contar. Motivos não faltam para se hospedar no Soho quando for a Londres.

Quer saber mais sobre o que visitar em Londres? Entre em contato e saiba como ter um guia de Londres personalizado, com o Almost Locals Experience.

Location, location, location

O Soho é o centrão de Londres. De lá, é fácil de ir para o norte, sul, leste e oeste. Ou seja, sem aquele perrengue de estar hospedado em Hackney e querer ver uma exposição na Saatchi Gallery. Ou de estar em Notting Hill e querer ir ao Broadway Market. No Soho, não tem esse drama.

Veja mais: O que fazer em Londres em poucos dias

Foto: Flickr Stu Smith

Para quem quer comer bem, o Soho, restaurantes tem

Quando o londrino sai do seu imaculado bairro para comer em outro, ele vai ao Soho. Muitos dos melhores restaurantes da cidade estão lá, daqueles que valem a pena enfrentar horas de metrô e chuva na cabeça. A boa notícia de se hospedar no Soho é ir a todos esses restaurantes à pé .

Alguns dos lugares que amamos (alguns deles, a lista é maior!):  Yauatcha (chinês com estrela michelin), Bao (um dos mais disputados da cidade e o melhor Bao do universo), Koya (ramen), Flat Iron (carnes), Burger & Lobster (burgers e lagostas), Princi (pizza), Hoppers (Sri Lanka), Palomar (israelense), Bocca di Lupo (italiano), 10 Greek Street (britânico), Yalla Yalla (libanês)…dá para dar a volta ao mundo sem sair do Soho.

A festa nunca termina

Londres é uma cidade que dorme muito bem, obrigada. Tudo fecha cedo e por isso, a vida noturna nas ruas é quase inexistente. Quer dizer, no Soho, não funciona assim. O bairro era conhecido por ser o “entertainment district“, já que no passado, era o red light londrino. Em outras palavras, zona de prostituição. Com a gentrificação e as novas leis, o Soho hoje em dia é bem familiar. Bem, nem tanto.  Ainda existem muuuuitos bares e clubes que ficam abertos até tarde e por isso, sempre tem muita gente circulando pelas ruas.

Outro agito do Soho fica na Shaftesbury Avenue, a Broadway da cidade. A avenida, que termina na caótica Picadilly Circus, é casa de muitos teatros famosos de Londres. Essa parte do Soho é  mais turística, lotada e cheia de luzes piscando. Se você tem fobia de gente, fuja.

Comer e beber algo em Londres de madrugada é uma tarefa quase impossível. Bem, não no Soho. As corujas ficam no Bar Itália, um dos poucos pontos notívagos da cidade. Tome um bom café italiano, prove uma pizza e esbarre com muitos personagens boêmios locais.

Buscando onde se hospedar em Londres e ainda ficar até tarde na rua festejando? Soho now!

A música está no ar

Para quem curte rock, as ruas do Soho escondem histórias míticas. O finado Marquee Club serviu de palco para pequenos shows dos Rolling Stones, Pink Floyd, Queen e Jimi Hendrix.

Além disso, nos anos 50, o Soho era o centro do movimento Beatnik na cidade.

A capa do famoso “(What´s the story) Morning glory?” do Oasis foi fotografada na Berwick Street, a rua para comprar vinis em Londres.

Veja mais: onde comprar vinis em Londres

As histórias são muitas, mas a gente conta mais duas, do antigo Bag O’Nails. Jimi Hendrix tocou, pela primeira vez ao vivo, The Jimi Hendrix Experience, lá. No mesmo lugar, Paul McCartney conheceu Linda Eastman. Existem duas placas histórica na porta, marcando o que rolou ali em algum lugar do passado.

Veja mais: Conheça a Londres de David Bowie

Um pouquinho de cultura, por favor

O Soho tem um museu para quem é fã de fotografia, a Photographer´s Gallery. É melhor espaço na cidade dedicado à foto. Outro espaço de arte é a Marian Goodman Gallery. De vez em quando, rolam exposições bem interessantes por lá, como uma que fomos do artista alemão Gerhard Richter.

Outra boa notícia é que é possível ir caminhando do Soho para vários dos incríveis museus em Londres. National Gallery, Somerset House e a Royal Academy são somente algumas deles. Já deu para perceber que se hospedando no Soho, você não vai precisar pegar o metrô para quase nada, né?

Para comprar livros, a Foyles da Charing Cross é uma das livrarias mais famosas da cidade. Pertinho, fica a Forbidden Planet, a loja de quadrinhos querida dos londrinos.

Tem até para os consumistas profissionais

Existe um inferno em Londres chamado Oxford Street. Um formigueiro de gente desesperada por compras em lojas baratas. Ok, outras nem tão baratas, já que a Selfridge´s (que é completíssima), fica por ali. Um pouco mais adiante fica a Regent Street, também cheia de lojas e gente por todos os lados. Local que é local evita essa zona do Soho, porque é estresse na certa. Mas como turistas gostam, fica essa dica do Soho para quem gosta de esbarrar em muitas pessoas e gastar dinheiro com street fashion. 

Veja mais: 5 pegadinhas para turistas em Londres

Turistando para quem é de turismo

Para quem quer fazer aquele passeio turístico maroto em Londres, o Soho fica a 20 minutos andando de lugares como a Abadia de Westminster, Big Ben, Hyde Park, London Eye e Palácio de Buckingham. Covent Garden e Mayfair ficam tão colados no Soho que você troca de bairro e nem percebe, assim como os chiques bairros de Marylebone e Fitzrovia. Quer acordar e correr à beira do Tâmisa? Fique no Soho! Para quem estiver buscando onde se hospedar em Londres e ficar perto das atrações turísticas, já sabe.

A dica local do Soho

Foto: Flickr Andrew Sorensen

Caso esteja um dia bonito, compre uma refeição em um take away e sente na grama do Soho Square Gardens. Muitas pessoas que trabalham na área, fazem isso. Sinta um pouco como é a hora do break para quem labuta em Londres. Quando não chove, claro.

Foto de destaque: Flickr Pedro Szekely

Buscando onde se hospedar em Londres?

Veja aqui todas as nossas dicas da cidade!

Comments

comments

Tags desse artigo
More from Sarah Oliveira

LON: Kerb, eventos de street food em Londres

Uma das melhores experiências gastronômicas de Londres é o street food. Todo...
Leia Mais