Mercados imperdíveis na Cidade do Cabo

A valorização da produção local definitivamente ganha cada vez mais força no zeitgeist desta década. Os mercados em Cidade do Cabo, na África do Sul, seguem essa tendência e estão repletos de comidinhas de proximidade, produtos únicos, coisinhas vintage e principalmente, uma atmosfera jovem e animada. Quando estiver na cidade, passe por algum deles para boas compras!

V&A Food Market e Watershed

O V&A Waterfront é um daqueles pontos turísticos obrigatórios, porém mesmo hypado, ainda mantém seu lado charmoso e atrativo. A antiga região portuária foi revitalizada e não pára de receber novos empreendimentos imobiliários. Lá, você encontra um enorme shopping center, o Victoria Wharf, e um outro menor, o Alfred Mall. Além disso, dali saem também os tours para Robben Island, a ilha-prisão que foi ¨casa¨ de Nelson Mandela por 18 anos. 

Cape-Town-V-A

Nesses últimos anos, o lugar recebeu duas expansões que trouxeram muito mais vida para o local. A primeira é o Food Market, que está para a Cidade do Cabo (ou Cape Town) como o Borough Market está pra Londres, ou La Boqueria para Barcelona. É um galpão enorme, com um pé direito altíssimo, onde estão mais de quarenta stands vendendo diversas iguarias locais. Kebab de avestruz? Tem. Espetinho de antílope? Tem. Samosas vegetarianas? Tem. Café? Tem. Queijos variados? Doces? Biltongs e embutidos? Tem, tem e tem. Traga seu apetite, ele será bem recompensado! Aberto diariamente das 10h as 18h.

A segunda expansão é o galpão denominado Watershed, que comporta um mix lojas de artesanatos, joias e moda no primeiro andar. É ótimo para garimpar boa arte local, pegar referências fashion de Cidade do Cabo e ainda garantir umas comprinhas bacanas. O segundo andar é dedicado a espaços de coworking, com salões compartilhados e um café que serve de ponto de apoio para reuniões e networking. Um lugar de trabalho na Cidade do Cabo incrível para quem é nômade digital. Ainda, há um mini-setor de wellness com massagens/spa e lojas de cosméticos. O Watershed abre das 10h às 18h, diariamente.

Cape-WaterShed-(2)

Milnerton Flea Market

O Milnerton Flea Market é um imenso (mesmo!) mercado de pulgas a céu aberto, localizado na região portuária da Cidade do Cabo. Saindo do centro da cidade, o trajeto dura cerca de 10-15 minutos. 

Lá você encontra de tudo: bonecas, brinquedos antigos, roupas, temperos, embutidos, objetos de decoração, prataria, itens de utilidade doméstica, sebos, revistas etc. Quinquilharias que não acabam mais. Todos os sábados, domingos e feriados, das oito da manhã até às duas da tarde, milhares de capetonians batem perna por lá atrás de bugigangas.

Cape-milnerton-(5)

A gastronomia não é o forte dali, mas há alguns poucos food trucks que vendem biltongs, sanduíches, café e bebidas para segurar a fome. É um programa super local com pouquíssimos turistas, mesmo porque não há nada em volta do Milnerton Flea Market, apenas uma imensa avenida paralela à costa. Inclusive é difícil de arrumar táxis para voltar, porém o Uber funciona que é uma beleza!

Neighbourgoods Market

Esse é o mercado aonde o coração hipster bate mais forte. O Neighbourgoods Market é realizado dentro do Old Mill Biscuit, uma antiga fábrica de biscoitos que foi desativada e hoje abriga lojas de design, adegas, gráficas, escritórios e o restaurante mais estrelado da cidade, o The Test Kitchen – se quiser comer lá, reserve com muuuuuita antecedência, pois a fila de espera pode demorar meses!

Cape-Town-Neigh

O Old Mill Biscuit fica no bairro de Woodstock que está passando por um processo de gentrificação – pense em Williamsburg/Brooklyn (em New York) – e tem atraído cada vez mais profissionais liberais, arquitetos, designers e produtoras audiovisuais para região. Durante a semana vale dar uma caminhada de mais ou menos um 1 km entre o Old Mill Biscuit e o Woodstock Exchange.

Voltando ao mercado, ele ocorre todos os sábados pela manhã, das 9h às 14h. O estacionamento do lugar cede espaço a duas enormes tendas: uma focada na gastronomia e outra nos crafts locais (moda, fashion , itens de design e artesanato). Na parte de comida encontramos opções para todos os paladares: dos carnívoros aos veganos, dos queijólatras aos chocólatras, passando ainda pelos cafeinômanos e os cervejeiros artesanais. A maneira como eles expõem/vendem os produtos já vai te deixar com água na boca.

Já na tenda craft você encontra joias, sapatos, batas, roupas em geral, muitos artigos de couro (de vaca ou antílope) como cintos, bolsas, mochilas, carteiras e moleskines. É tanta oferta que quando você dá conta, o tempo passou e expositores começam a desmontagem das barracas. Cartões de crédito são aceitos em praticamente todos os stands, o que é um perigo na volta pra casa 😉

Esse post foi escrito pelos Claudios no mundo, um casal homônimo e viajativo.

Curta Almost Locals no Facebook e não perca nenhum post.

Siga Almost Locals no Instagram e saiba por onde andamos.

Comments

comments

Tags desse artigo
,
Escrito por
More from Guest Blogger

3 gírias baianas que talvez você use errado

O imaginário brasileiro está repleto de estereótipos regionais. Infelizmente, alimentamos a ideia...
Leia Mais