Seja Fornalha ou Catarina, conheça a melhor coxinha do Rio de Janeiro

melhor coxinha do Rio de Janeiro
A suculenta coxinha com requeijão da Catarina, ex-Fornalha. Foto: Facebook Catarina

Existe uma máxima na internet que diz: “Dinheiro não compra felicidade, mas compra coxinha. E você nunca vai ver ninguém triste comendo coxinha”. Agora imagine um lugar em que a coxinha sai fresquinha, quentinha e suculenta 24 horas por dia. Seria o paraíso? Não, fica no plano terrestre, mais precisamente no Rio de Janeiro, e tem dupla identidade: Fornalha e Catarina. Depois eu explico melhor esse detalhe. Primeiro, vamos falar da melhor coxinha do Rio de Janeiro

Sequinha e crocante por fora, macia e caprichada no recheio por dentro, a coxinha da Fornalha/Catarina faz a linha tradicional, sem frescuras ou pretensões gourmets, e pode sair em duas versões – com ou sem requeijão. A “com” é o grande hit e não por acaso – não tem miserinha no recheio de queijo, que vem cremoso no ponto (só de escrever isso já deu água na boca).

A disponibilidade a qualquer hora do dia ou da noite é outro fator importante que faz com que o Fornalha/Catarina sirva a melhor coxinha do Rio de Janeiro, a favorita de boa parte dos cariocas – especialmente os mais notívagos. As lojas funcionam 24h (só fecham entre as 22h de domingo e as 8h de segunda) e balcões cheios e filas são super comuns em todas as filiais, principalmente nas madrugadas de sábado e domingo, quando saborear uma coxinha serve tanto para matar a fome depois da noitada quanto para garantir a dose de gordura trans necessária para não acordar de ressaca no dia seguinte. O croquete de carne, o risole e o pão de queijo também fazem sucesso, mas nada comparado ao carro-chefe das duas casas.

Para alguns, a melhor coxinha do Rio de Janeiro fica na Fornalha do Humaitá, para outros, na Catarina do Flamengo. Cada um que tenha a sua preferida. Mas, no fim das contas, a receita é a mesma. A “fórmula mágica”, guardada até hoje a sete chaves, nasceu há 40 anos na cozinha da Fornalha, rede de lanchonetes criada por uma família mineira radicada no Rio. Aos poucos, a rede foi crescendo e conquistando clientes com seus doces e salgados saborosos e fresquinhos.

Em 2014, uma divisão na sociedade fez com que parte das lojas mudasse o visual e passasse a se chamar Catarina, deixando os frequentadores confusos, mas aliviados, porque a coxinha e os salgados permaneciam iguais. A principal diferença das duas redes é a forma de produção.

Com 40 anos recém-completados, a Fornalha hoje conta com quatro lanchonetes: a loja de fábrica, no Rio Comprido – onde toda a produção de salgados foi padronizada e unificada -, além de uma em Copacabana, uma no Humaitá e uma recém-inaugurada em Botafogo. Em 2015, resolveu expandir os negócios e lançou um food truck, levando suas famosas coxinhas, além de doces e outros salgados, para eventos e feiras pela cidade.

Enquanto isso, as coxinhas, os doces e os salgados da rede Catarina continuam sendo feitos artesanalmente em cada filial – Tijuca, Flamengo, Botafogo e Copacabana. Recentemente, a rede lançou sua primeira coxinha vegetariana, recheada com legumes, mas, por enquanto, só vende por encomenda.

Se você ainda não conhece nenhuma das duas, é só escolher a que fica mais perto de você e ir lá conferir. Depois vem aqui contar para a gente o que achou.

E para você, qual a melhor coxinha do Rio de Janeiro?

Onde encontrar

FORNALHA

Rio Comprido (loja de fábrica)
Rua Barão de Petrópolis, 11
Aberto 24h (só fecha entre as 22h de domingo e as 8h de segunda-feira)
Telefone: (21) 2504-5123 / 2504-5225

Humaitá
Rua Humaitá, 129
Aberto 24h (só fecha entre as 22h de domingo e as 8h de segunda-feira)
Telefone: (21) 2527-1521

Copacabana
Avenida Ministro Viveiros de Castro, 33, loja 3
Aberto 24h (só fecha entre as 22h de domingo e as 8h de segunda-feira)
Telefone: (21)

Botafogo
Rua da Passagem, 111
Aberto 24h (só fecha entre as 22h de domingo e as 8h de segunda-feira)
Telefone: (21) 3197-0044 / 3197-0033

Site: fornalha.com.br

CATARINA

Tijuca
Rua Mariz e Barros, 824, loja H, Maracanã
Aberto 24h (só fecha entre as 22h de domingo e as 8h de segunda-feira)
Telefone: (21) 3199-0088

Flamengo
Praia de Botafogo, 122
Aberto 24h (só fecha entre as 22h de domingo e as 8h de segunda-feira)
Telefone: (21) 3594-1541

Copacabana
Rua Siqueira Campos, 50, loja B
Aberto 24h (só fecha entre as 22h de domingo e as 8h de segunda-feira)
Telefone: (21) 2256-7960

Botafogo
Rua Voluntários da Pátria, 236, loja B
Aberto 24h (só fecha entre as 22h de domingo e as 8h de segunda-feira)
Telefone: (21) 2527-1531

Site: catarinadocesesalgados.com.br

Gostou? Leia mais aqui:

RIO: 19 delícias cariocas que deixam saudade em quem vai embora

SAO: Boca de Ouro, um achado em Pinheiros

Siga Almost Locals no Instagram

Acompanhe a página Almost Locals no Facebook

Comments

comments

Escrito por
More from Erika Azevedo

Um roteiro de feiras de moda no Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, a criatividade fervilha. Não é à toa que,...
Leia Mais