8 festas juninas imperdíveis pra curtir o São João no Rio de Janeiro

Festa junina do Cordão do Prata Preta, na Praça da Harmonia. Foto: Amanda Santos

O mês de junho chegou e, com ele, vem a minha época favorita da vida depois do carnaval: a temporada de festas juninas. No Rio de Janeiro, os eventos dedicados a São João (santo que é celebrado oficialmente no dia 24 de junho), começam no início desse mês e – por razões que ainda são um mistério pra mim – se estendem até meados de agosto (não é uma reclamação, que fique claro). Por aqui, os arraiais, com direito a comida típica, bandeirinhas, quentão, quadrilha e forró, vêm se multiplicando e ficando mais bacanas a cada ano, para a alegria desta pernambucana saudosa que vos escreve.

Pra ajudar outros apaixonados por festa junina como eu, preparei uma listinha com “arraiás” cariocas imperdíveis – reunindo algumas novidades que prometem vir para ficar e festas tradicionais praticamente obrigatórias pra quem curte um arrasta-pé aqui no Rio de Janeiro.

“Pois era noite de São João” no Beco das Sardinhas

Sucesso em 2016, a série de festas juninas batizada de “Pois era noite de São João”, que volta ao Beco das Sardinhas, região portuária do Rio, em todos os domingos de junho. A proposta é celebrar as tradições populares, revivendo o passado histórico da cidade, com trios de forró pé-de-serra, sanfoneiros, brincadeiras, quadrilhas, comidas e bebidas típicas, cordelistas, poetas cantadores, e várias outras referências às festas juninas tradicionais de outros tempos.

Onde fica: o Beco das Sardinhas fica aos pés do Morro da Conceição, entre a Avenida Marechal Floriano, a rua do Acre e o Largo de Santa Rita, na Região Portuária
Horário: Todo domingo de junho (4, 11, 18 e 25), das 10h às 22h
Quanto: de graça

Começou São Vito! Conheça as imperdíveis festas italianas de rua de São Paulo

São João da Feira

A Feira de São Cristóvão é um porto seguro pra quem quer um gostinho de festa de São João do Nordeste. São praticamente três meses de programação dedicada aos festejos juninos, com direito a concursos de quadrilha profissional, comidas típicas, shows e, claro, muito forrobodó. O clima lembra muito o das grandes festas juninas nordestinas, como de Caruaru e Campina Grande. Funciona quase como um teletransporte… A feira só não abre às segundas-feiras, mas a animação reina mesmo de sexta a domingo. Por conta da data oficial dos festejos, o fim de semana mais animados é o que vai de 23 a 26 de junho. O sábado, dia 24, é “O” dia de São João. A feira promete…

Onde fica: Feira de São Cristóvão – Campo de São Cristóvão s/n, Bairro de São Cristóvão
Horário: de junho a agosto. Terça a quinta, de 10h às 18h. Sexta de 10h a 21h do domingo (fecha somente no domingo).
Quanto: De terça a quinta-feira, de graça. De sexta a domingo, a entrada é paga e o preço varia de acordo com a atração dos palcos principais, mas giram em torno de R$ 10.

Festa Santos Populares Portugueses

OK, não é bem uma festa junina nos moldes brasileiros, mas é o que deu origem ao que temos aqui hoje. Em Portugal, o mês de junho é conhecido pelas Festas dos Santos Populares, ou as Festas de Lisboa, que enchem a cidade de cor, música e aroma de sardinha assada na brasa (como a Flávia Motta conta aqui). Portanto, pra comemorar o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, de 9 a 11 de junho, acontece a segunda edição da Festa dos Santos Populares Portugueses. Diferente do ano passado, em que o evento aconteceu de graça, na rua, este ano a festa se muda para o Armazém da Utopia, na região do Porto do Rio, agora com cobrança de ingressos. Além de poder sentir o clima do festejo português com barracas de comida, foodtrucks, exposições, palestra e até um workshop de culinária portuguesa – os cariocas também vão poder conferir shows de grandes nomes do Brasil e de Portugal, como Alceu Valença, Felipe Cordeiro e a fadista Ana Moura.

Onde fica: Armazém Utopia – Av. Rodrigues Alves, s/n, Armazem 6, Santo Cristo
Horário: 9, 10 e 11 de junho, das 17h da sexta até as 22h do domingo (programação completa aqui)
Quanto: R$ 30 (inteira)

Arraiá Du Deçi Mar Num Sobi!

Para provar que Carnaval e São João combinam, sim, o bloco Desce Mas Não Sobe promove sua festa junina, com tudo que tem direito, além de uma apresentação da banda do bloco, um dos mais bacanas do carnaval carioca. O evento vai acontecer no Casarão Floresta, no bucólico bairro do Cosme Velho, pra garantir o clima da festa.

Onde fica: Casarão Floresta – Ladeira dos Guararapes, 115, Cosme Velho
Horário: 14 de junho, quarta-feira, a partir das 22h
Quanto: A partir de R$ 15 (primeiro lote) até R$ 50 (após meia-noite)

Arraiá do Prata Preta

Depois de resgatar a atmosfera dos carnavais de antigamente, o pessoal do bloco Cordão do Prata Preta, desde 2012 vem fazendo o mesmo com as festas juninas. Seu “Arraiá”, montado em plena região portuária do Rio, é um dos melhores da cidade, com clima de pracinha do interior e cheio de gente vestida a caráter, com roupa xadrez e chapéu de palha, além de barraquinhas de comidas e de brincadeiras pra crianças. Sua sexta edição ainda não tem data divulgada. Fique ligado por aqui, que, assim que confirmarem, atualizamos o post!

Onde fica: na Praça da Harmonia, Gamboa
Horário: Ainda não divulgado
Quanto: de graça

Arraial Pérola da Guanabara

Conhecido como o “São João de Paquetá”, é um dos eventos mais aguardados dessa nova onda de festas juninas do Rio. É a festa da moda e tem motivo de sobra pra isso. A farra já começa na Praça XV, de onde partem as barcas para a bucólica Ilha de Paquetá, lotadas de “matutos” e “matutas” devidamente caracterizados, muitas vezes acompanhados da família inteira. O bairro fica tomado pela festa, que começa à tardinha e termina pontualmente antes da última barca zarpar. Mas o arraial não acaba por aí: a banda segue tocando na viagem de volta para o Centro do Rio. É uma coisa linda. Nos últimos anos, tem ficado bem cheia, então os organizadores só têm anunciado a festa bem perto da data oficial – geralmente em meados de julho.

Onde fica: na Ilha de Paquetá
Horário: A confirmar
Quanto: de graça

Arraiá do Gigantes da Lira

O bloco é infantil, mas a festa junina do Gigantes da Lira, que acontece no Circo Voador, é tão animado que atrai também uma leva de adultos – mesmo aqueles sem filhos. Tem barracas de comidas típicas, brincadeiras, quadrilha e até um casamento na roça encenado por palhaços acrobatas.

Onde fica: Circo Voador – Rua dos Arcos, s/n, Lapa
Horário: 25 de junho, domingo, a partir das 16h
Quanto: R$ 30 (com a doação de 1kg de alimento não perecível)

Festa Julina Lauro Müller

Olha a festa julina aí, gente! Essa é uma das melhores que conheço, no meio do caminho entre Botafogo e Urca. A festa julina da Lauro Müller é uma das mais tradicionais da Zona Sul do Rio e das maiores também. Tem apresentações de quadrilhas profissionais e improvisadas, concursos de dança, bandas de forró pé-de-serra e muitas opções de barraquinhas de comidas típicas. Um destaque é a barraca de cachaças artesanais.

Onde fica: no Parque General Leandro, na Rua Lauro Müller, Botafogo (atrás do shopping Rio Sul).
Horário: de 7 a 9 de julho – sexta-feira, das 17h à meia-noite; sábado, das 15h à meia-noite; e domingo, das 15h às 22h
Quanto: de graça

 


Siga Almost Locals no Instagram
Acompanhe a página Almost Locals no Facebook
 

Comments

comments

Tags desse artigo
Escrito por
More from Erika Azevedo

Agenda cultural do fim de semana: Rio-SP 15.10

A programação do fim de semana no Rio de Janeiro e em...
Leia Mais