CHI: Desmistificando o Italian Beef em Chicago

Este post é uma colaboração de Bruno Cardoso.

Caso você ainda tenha a impressão equivocada que o prato típico de Chicago é Deep Dish Pizza, permita-me apresentar-lhe o verdadeiro rei da alta baixa-gastronomia local. Senhoras e senhores, eis o Italian Beef.

20629317648_f07181460a_k
Eis o sanduíche. Foto: flickr user jeffreyww

Em termos gerais, trata-se de um sanduíche de carne (obviamente) fatiada e/ou desfiada em um pão italiano e alguns complementos à sua escolha. Porém, nada nessa vida é tão simples assim: há variações que podem causar confusão ao italian beefeer de primeira viagem. Wet, dipped ou dry? Hot ou sweet? Hot e sweet? Combo? Cheesy? As possibilidades são grandes. E deliciosas.

O segredo está no molho. Mais especificamente, o segredo está no “caldo” da carne. Veja bem, a carne fica marinando em uma panela gigante até o momento de ser colocada no supracitado pão. É nesse ponto que começa a aventura.

Dry, wet ou dipped?

Os nomes já dão a dica e esses termos são mutuamente exclusivos. Não dá pra pedir um Italian Beef dry e dipped, por exemplo. Dry é basicamente a carne tirada da panela de caldo sem maiores complicações. Algumas culturas ancestrais, porém, podem achar esse estilo ofensivo. Wet é o anterior mais umas boas colheradas de caldo da panela, o que parece ser o estilo mais celebrado. Dipped é o estilo favorito dos connoisseurs, onde a carne é colocada no pão e o sistema carne+pão é submerso no caldo. Essa vertente do italian beefismo demanda, no mínimo, 14 guardanapos e/ou a chamada italian stance (mais sobre isso abaixo). Você pode ir além com o double dipped, estilo que não demanda muita explicação.

Hot, sweet ou hot e sweet?

A diferença aqui é o que vai em cima da carne: Adicionar giardiniera (basicamente pimentão, aipo, cenoura, couve-flor e pepino em conserva) faz o italian beef virar hot. Colocar pimentão torna o sanduíche sweet. Não há absolutamente nada contra pedir sweet e hot.

Combo ou Cheesy?

A resposta para essa pergunta pode muito bem ser “sim”, apesar de você ter sido perguntado sobre um ou o outro. O combo nada mais é do que a adição de uma linguiça grelhada ao conjunto e o cheesy, como você provavelmente já deduziu, é simplesmente cobrir tudo com mussarela muçarela ou provolone. Nunca, repito, nunca cheddar.

Italian beef, em exemplos.

Nada melhor do que alguns exemplos para que você possa começar a sua jornada sem medo de passar vergonha (apesar de algumas combinações serem potencialmente constrangedoras quando um transeunte ouve você fazer o seu pedido sem ter muito contexto).

"Beef, wet and sweet."

"Beef, dipped with hot and sweet"

"Cheesy beef, wet and hot"

"Hot, dipped combo"

Todos harmonizam bem com Malört.

Sobre a italian stance

Italian stance nada mais é do que uma metodologia de posicionamento que é geralmente recomendada quando o italian beef é “dipped”. Para executar a italian stance—que é possível apenas quando você come de pé no balcão, como Deus mandou—basta colocar ambos os cotovelos em cima do balcão, dar dois passos para trás de modo a criar um espaço vazio entre o seu tronco / membros anteriores e o balcão. Simples. Dessa forma, os pedaços do sanduíche que inevitavelmente cairão, não hão de sujar sua roupa e calçados.

Se você é do tipo que necessita um auxílio visual, considere o vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=-Qoa1R1Svnk

Onde comer

Jay’s Beef: 2255 W North Ave, Chicago, IL 60647 – (773) 772-2333

Al’s No. 1 Italian Beef: 1079 W Taylor St, Chicago, IL 60607 – (312) 226-4017

Johnnie’s Beef: 2300 N Lincoln Ave, Chicago, IL 60614 – (773) 697-8885

 

Siga Almost Locals no Instagram
Não perca nenhum post Almost Locals no Twitter
Acompanhe a página Almost Locals no Facebook

 

11845109_920271514709490_5763134134393361968_o

 

 

 

 

 

 

Bruno Cardoso é entusiasta de Malört. Nas horas vagas faz cerveja em casa e torce pelo Chicago Blackhawks.

 

Comments

comments

Tags desse artigo
Escrito por
More from Guest Blogger

Restaurantes veganos no Rio de Janeiro

Com campanhas internacionais como “segunda sem carne” e chefs/celebridades voltadas para uma...
Leia Mais