Conheça a Violette and Co, uma livraria feminista em Paris

A França é conhecida não só pelo seu histórico de movimentos populares e revoluções políticas, mas também por sua relação íntima e de longa data com o movimento feminista e pela igualdade de gêneros. Principalmente em Paris. Foi aqui que nasceu o “feminismo francês” (claro), a filósofa Simone de Beauvoir (estrela do nosso ENEM 2015) e o MLF, Mouvement pour la Libération des Femmes, entre outras coisas que marcaram a luta das mulheres por seus direitos ao longo dos anos.

E para quem vem à Cidade Luz e gostaria de encontrar mais informações sobre os movimentos e sobre as militâncias de mulheres e homens do passado, do presente e do futuro, ou apenas sair do percurso comum e conhecer novas coisas locais, vale a pena visitar uma livraria bem curada e dedicada não apenas à causa feminista, mas também à luta pelos direitos LGBT e à homossexualidade em todas as formas: a Violette&Co.

Violette & Co – um nome, duas histórias

Começamos pelo nome do local que é cheio de história e simbologia: Violette é na verdade uma homenagem à autora Violette Leduc, uma escritora que as fundadoras gostam e admiram e que fazia parte do círculo de amigos e relações de Simone de Beauvoir (olha ela aí de novo). Por acaso, a livraria fica na rue de Charonne, do ladinho da rue Paul Bert, onde morava ninguém menos que…Violette Leduc !

Já a parte “and Co” é uma referência à famosa livraria anglófona “Shakespeare and Co” (a primeira e original onde se encontravam Ernest Hemingway e James Joyce), livraria de Sylvia Beach que fechou em 1941 e que também era amante de outra livreira, Adrienne Monnier. (Sim gente, a livraria Shakespeare and Co que todo mundo vai, tira foto e conhece é a de George Whitman, criada em 1951 e rebatizada em homenagem à primeira, foi frequentada por poetas da geração beat dos anos 60, entre outros. Bref…)

almost-locals-paris-violette-co-fachada

Foto: Fachada da Livraria por Concept Stores Paris

A Violette and Co abrange a literatura em geral e não apenas livros de militância. Ela se define como “uma livraria que se consacra aos textos e às imagens que valorizam as mulheres e os homossexuais em todas as suas formas. Além de romances, ensaios, livros, quadrinhos, revistas e etc, compilados em um espaço único onde se encontram os feminismos, as realidades – e o imaginário – lésbicos, gays e trans e todas as questões de gênero.”

As fundadoras – Catherine Florian e Christine Lemoine

almost-locals-paris-violette-co-proprios

Foto: As fundadores Catherine Florian e Christine Lemoine por Yagg

Catherine Florian e Christine Lemoine são as fundadoras que, ao longo de mais de dez anos, selecionam e ajudam os clientes a se encontrarem na produção literária atual voltada para as questões de gênero. Elas priorizam um enfoque à literatura feita por mulheres, sejam elas feministas ou não. “Mas as nossas seleções vão além dos assuntos ‘feminismo’ e ‘homossexualidade’, e entramos em outras questões, como, por exemplo, o neo-colonialismo”, explicam.

Sobre os/as clientes elas dizem: “Muitas pessoas vêm à livraria pelo contexto feminista, sabendo que aqui elas podem ser aconselhadas. Todos os livros que temos nas prateleiras são obras que pesquisamos, avaliamos,  escolhemos e sobre as quais podemos falar”. Elas contam terem notado, com o passar do tempo, uma frequentação maior de homens (héteros ou não) que desejam se informar sobre as temáticas-chave da livraria.

As proprietárias afirmam ainda que escolhem livros para todas e todos que amam as obras fora do comum e que se interrogam sobre a nossa sociedade. “São livros que não conseguimos largar, rebeldes, sensuais, atraentes, de referências essenciais, novidades incontornáveis e os clássicos de amanhã”.

almost-locals-paris-violette-co-detalhe

Foto: Detalhe da livraria por La Barbès Livre

A livraria dispõe também de sessões especiais para a juventude e um mezanino dedicado aos encontros literários, às leituras, aos debates e às exposições de temas relacionados.

Os eventos são organizados ao longo do ano e você pode acompanhar aqui no site da livraria: http://www.violetteandco.com/librairie/ (Se quiser você pode adquirir obras via internet também)

Um retrato da livraria Violette & Co em Paris:

Para quem quiser treinar o francês (elas falam bem pausadamente, então se joga), vai aqui um video (sem legendas, desculpem) com uma entrevista:

 

E então, que tal sair do lugar comum das viagens à Paris e descobrir novas fontes de cultura como a Violette & Co? 🙂

Foto de destaque: Divulgação

 

 

Gostou? Leia mais aqui

PAR: La Fine Mousse é o hotspot para fãs de cerveja artesanal em Paris

PAR: Bebendo vinhos em Paris, 4 caves Imperdíveis no 11ème arrondissement

Siga Almost Locals no Instagram
Não perca nenhum post Almost Locals no Twitter
Acompanhe a página Almost Locals no Facebook

Comments

comments

Tags desse artigo
More from Jordana Felisberto

Onde comer Orgânico em Paris – guia rápido de restaurantes bio

Como na maior parte das capitais mundiais, em Paris comer orgânico evoluiu...
Leia Mais