Comer em Lyon: um guia básico

Peixe com batatas na Brasserie L'Est, do chef Paul Bocuse. Foto: Flávia Motta / Almost Locals
Peixe com batatas na Brasserie L'Est, do chef Paul Bocuse. Foto: Flávia Motta / Almost Locals

Lyon é a capital gastronômica da França e, se você for visitar a cidade, precisa conhecer alguns clássicos incontornáveis. Depois de contar tudo o que você precisa saber para uma visita a Lyon em 4 dias, eu aqui te dou umas dicas sobre comer em Lyon.

Paul Bocuse

Vou começar falando de Paul Bocuse porque, né? É ele a grande referência gastronômica de Lyon e, consequentemente, da França. O chef estrelado Michelin tem oito restaurantes na cidade, com perfis variados, mas foco sempre no melhor da cozinha lionesa.

Nós comemos na Brasserie L’Est, um restaurante que fica bem na Gare de L’Est. Chegamos no início do serviço de jantar e em menos de uma hora vimos o restaurante lotar de fazer fila, apesar de ser uma segunda-feira e haver espaço para 160 pessoas.

Quer saber o que visitar em Lyon? Entre em contato e saiba como ter um guia de Lyon personalizado, com o Almost Locals Experience.

Auto-definida como ‘cozinha de viagens’, a Brasserie L’Est tem uma clima agitado como o de uma estação de trem. Um trenzinho suspenso circula pelo salão e cartazes de filmes e efemérides ferroviárias estão espalhadas pelo espaço. Nas mesas, veem-se executivos, famílias, grupos de amigos e pouca gente que parece ser turista.

Pedimos o menu de jantar com entrada, prato do dia e sobremesa. Eu comi um creme de abóbora divino, segui por frango assado com batatas rústicas salteadas com cebola, cogumelos e bacon e encerrei com o tiramisú indicado pela garçonete. Meu marido começou com salada da casa, passou por um peixe com batatas e encerrou na torta de limão. Tomamos vinho da casa e água da casa (na França, se você pede água da casa, te servem da torneira, de graça). A conta ficou em 70 euros.

Lyon em 4 dias: o que fazer numa das maiores cidades da França

Brasserie L'Est. Foto: Xavier Caré / Wikimedia Commons / CC-BY-SA
Brasserie L’Est. Foto: Xavier Caré / Wikimedia Commons / CC-BY-SA
Brasserie L’Est

Endereço: 14 Place Jules Ferry, Lyon, França
Funcionamento: Todos os dias, das 12:15 às 14:00 e das 19:00 às 23:00
Estação próxima: Brotteaux

Les Halles de Lyon

Além dos seus restaurantes, Paul Bocuse também empresta seu nome a outro grande projeto gastronômico de Lyon: Les Halles, um grande mercado onde você pode comprar e provar o melhor da comida regional. Há açougues, queijarias, padarias e docerias incríveis e ainda uma série de restaurantes, bares e cafés onde você pode almoçar ou jantar.

É o lugar ideal para comprar um souvenir gastronômico ou abastecer a sua cesta de piquenique com a orientação de quem entende do negócio e pagando um preço justo. Já para as refeições eu achei os preços menos amigáveis, por se tratar de um mercado, mas na hora do almoço eram muitos os locais comendo ali e se deliciando com pescados fresquíssimos (ostras em especial).

Fête des Lumières: como se preparar para a Festa das Luzes de Lyon

Entre a queijaria e o açougue em Les Halles. Foto: Flávia Motta / Almost Locals
Entre a queijaria e o açougue em Les Halles. Foto: Flávia Motta / Almost Locals
Les Halles de Lyon

Endereço: 102 Cours Lafayette, Lyon, França
Funcionamento: Segunda a sábado, das 7:00 às 22:30. Domingos e feriados, das 7:00 às 13:00 (restaurantes até as 16h30). As lojas e os restaurantes funcionam em horários distintos.
Estação próxima: Gare Part-Dieu

Doces de Lyon

Há dois doces bem típicos de Lyon que merecem ser provados na sua visita: a tarte praline e os coussins. A tarte praline é ‘O’ doce lionês, uma torta com a massa básica de torta, que é a tarte sablée, e um recheio cremoso de creme de leite fresco com pralines (amêndoas açucaradas cor de rosa). Qualquer lugar tem tarte praline e fica até difícil separar o joio do trigo. Um bom endereço para comprar tarte praline é a Sève, uma rede de chocolaterias e docerias.

Os coussins (travesseiros) são outro doce com amêndoas na base da receita. É um bombom em forma de travesseiro com recheio de chocolate envolto em uma pasta verde de amêndoas. A marca que criou o coussin de Lyon é a Voisin, que também tem várias lojas na cidade.

Quatro museus em Lyon que você deve visitar

Mestre confeiteiro preparando os coussins. Foto: Voisin
Mestre confeiteiro preparando os coussins. Foto: Voisin
Sève

Endereço: Diversos. Há uma loja dentro do mercado Les Halles

Chocolat Voisin

Endereço: Diversos. Há uma loja ao lado do Museu de Belas Artes de Lyon

Cerveja artesanal em Lyon

Com a relativa proximidade da Bélgica, a cena de cerveja artesanal é bem marcante em Lyon. E é cerveja belga que você vai encontrar na maior parte dos bares dedicados à bebida. Há, no entanto, uma microcervejaria local com forte presença nesse cenário, a Ninkasi.

Produzida em Lyon, a Ninkasi tem seis rótulos fixos – alguns premiados em competições europeias – e mais alguns temporários. São seis restaurantes pela cidade, sendo um deles também uma casa de shows que recebe banda indies e alguns nomes do hip hop. Foi lá, no Ninkasi Gerland, que nós fomos almoçar: um hambúrguer bem suculento.

Uma boa dica para o cervejeiro em Lyon é aproveitar a happy hour. Entre as 17:00 e as 21:00 (varia, conforme o bar), muitos bares oferecem o pint pelo preço de meio pint. Um bar que faz essa promoção ao longo dessas quatro horas é o 405 Bar à Bière, que tem mais 10 torneiras e exibe jogos de futebol. O clima é de pub, sem muitas opções para comer além de batata frita e pizza de pub.

City tour em Lyon vale a pena?

Torneiras de chope da Ninkasi. Foto: Facebook / Ninkasi
Torneiras de chope da Ninkasi. Foto: Facebook / Ninkasi
Ninkasi Gerland

Endereço: 267 Rue Marcel Mérieux, Lyon, França
Funcionamento: De segunda a quarta, das 10:00 à 1:00. Quintas, das 10:00 às 2:00. Sextas e sábados, das 10:00 às 4:00. Domingos, das 10:00 à 00:00.
Estação próxima: Stade de Gerland

405 Bar à Bière

Endereço: 9 Rue Constantine, Lyon, França
Funcionamento: De segunda a sábado, das 8:00 à 1:00. Domingo, das 15:00 à 00:00.
Estação próxima: Hotel de Ville

Os vinhos

Os vinhos típicos da região de Lyon são o Côte du Rhône e o Beaujolais. Quase sempre o vinho da casa nos bares e restaurantes vai ser de um desses tipos. O Côte du Rhône é um vinho bem levinho e fácil de beber. Outra boa pedida ali são os rosés da região (muitos restaurantes oferecem também o rosé da casa).

Eu, mal acostumada que estou com o preço do vinho em Portugal, achei os preços dos vinhos meio altos nos restaurantes. Acabei sempre pedindo o pot de vinho da casa (a garrafa lionesa padrão, de 460 ml) e fui feliz todas as vezes.

Horários

Uma coisa importante em Lyon é com relação aos horários de funcionamento dos restaurantes. Boa parte deles interrompe o serviço no meio do dia e para comer fora de horas você vai precisar se render a um café ou restaurante de rede. De modo geral, o almoço em Lyon vai de 12:00 às 14:00 (com alguns restaurantes encerrando o almoço às 13:30) e o jantar é servido das 19:00 às 23:00.

Quase todos os restaurantes em Lyon oferecem menus de almoço e alguns oferecem também de jantar, em fórmulas que variam do completo ‘entrada + prato + sobremesas’ a outras de prato principal com entrada ou sobremesa. Além de serem uma proposta mais econômica do que o menu à la carte, os menus prontos costumam priorizar ingredientes da época, bem frescos. E são também uma mão na roda para quem não sabe o que escolher, já que a oferta de pedidos normalmente é restrita.

Comments

comments

Tags desse artigo
,
Escrito por
More from Flavia Motta

Fête des Lumières: como se preparar para a Festa das Luzes de Lyon

Há anos eu queria conhecer a Fête des Lumières, a Festa das...
Leia Mais