Aula de culinária em Roma: aprendendo a fazer macarrão na Itália

Tudo pronto para o início da aula. Foto: Leonardo Mesquita
Tudo pronto para o início da aula. Foto: Leonardo Mesquita

Eu estava procurando um programa diferente para fazer na minha segunda visita à capital italiana quando esbarrei na aula de culinária em Roma do Walks of Italy. O que eu não imaginava, quando confirmei minha participação, foi o quanto eu me divertiria nessa experiência.

Era um domingo de chuva e frio e um dia daqueles em que todos os programas foram micados. A vontade era mesmo de ir jantar no restaurante logo em frente ao hotel e ficar no quentinho do quarto vendo “Law & Order” dublado em italiano – só para rir mesmo, porque não entendo niente de italiano. Mas compromisso marcado, é compromisso cumprido. E lá fomos nós na direção do Campo dei Fiori, para nossa aula de culinária em Roma.

Quer saber o que visitar em Roma? Entre em contato e saiba como ter um guia de Roma personalizado, com o Almost Locals Experience.

Esticando a massa. Foto: Reprodução / Walks of Italy
Esticando a massa. Foto: Reprodução / Walks of Italy

Aula de culinária em Roma numa casa italiana

A proposta da experiência é que você aprenda a fazer macarrão com um chef italiano numa casa italiana. Assim, meio na dúvida, batemos à porta do prédio e, lá de cima, aparece Andrea gritando: ‘Vocês vieram para a aula de culinária?’. Mais romano, impossível.

Subimos três andares e entramos num apartamento no último andar com uma decoração toda moderna e minimalista – piso em cimento queimado, espelhos por todo o lado. Andrea nos pede para lavar as mãos e subir até o terraço, onde Marta já nos esperava. No segundo andar, uma cozinha tão minimalista quanto o andar de baixo, e uma mesa grande, com ingredientes e utensílios, esperava por nós e pelos outros 10 alunos da noite.

Para quebrar o gelo, a aula começa com Marta e Andrea nos explicando sobre queijo pecorino romano, salame italiano, azeite local e pão. Explicação essa seguida por uma degustação de tudo e algumas taças de prosecco, para quebrar o gelo e deixar os alunos mais à vontade. E então começamos, literalmente a colocar a mão na massa.

5 dicas para economizar em Roma

Espaguete pronto. Foto: Leonardo Mesquita
Espaguete pronto. Foto: Leonardo Mesquita

Uma experiência terapêutica

Os chefs nos falam da importância de controlar o ambiente onde se vai fazer o macarrão – não muito úmido, não muito quente. Pacientemente, Marta explica a manha de colocar farinha aos poucos, para garantir o perfeito equilíbrio de sabores. Entre uma massageada e outra na mistura, ouvimos sobre como dar à massa um sabor diferente, acrescentando espinafre ou tinta de lula ou o que nossa imaginação permitir.

Éramos 12 aprendizes – com mais ou menos jeito – e Marta e Andrea conseguiram dar atenção a todos. Amassamos, abrimos a massa com o rolo, esticamos na ‘guitarra’ e nos encantamos com a mágica de ver um bolinho de massa transformado em fios de macarrão. Sem grandes máquinas nem muita tecnologia, só no trabalho manual.

Naquela terapia coletiva, vamos descobrindo mais sobre a cozinha italiana, suas origens, seus ingredientes principais. Aprendemos a fazer um autêntico molho matriciana – típico de Roma, com guanciale (uma espécie de bacon de bochecha de porco) e tomate.

Cinco lugares para beber cerveja artesanal em Roma

Finalizando a massa. Foto: Reprodução / Walks of Italy
Finalizando a massa. Foto: Reprodução / Walks of Italy

Jantar e troca de experiências

Comida pronta, nos reunimos à mesa de jantar para saborear o nosso prato. Vinhos italianos branco e tinto são servidos. Marta nos oferece uma sobremesa de uma leveza surpreendente: uma espécie de mousse de ricota com mascarpone e canela em pó, coberta com chips de chocolate e biscoito de amêndoas.

3 boas pizzas em Roma

Ao fim da refeição, Marta e Andrea se juntam a nós novamente e, com toda a simpatia do mundo, querem saber o que achamos da aula e se oferecem para nos dar dicas locais. É o ponto alto de uma noite descontraída, em que trocamos impressões sobre nossas cidades, recebemos indicações valiosas e nos preparamos para encarar o frio e a chuva de volta ao hotel. Não sem antes deixar nossos contatos com o casal de chefs e assumir o compromisso de levá-los para uma experiência gastronômica tão inesquecível quanto a que nos ofereceram, quando vierem a Lisboa.

Flávia Motta fez a aula de culinária em Roma a convite da Walks of Italy.

Comments

comments

Tags desse artigo
,
Escrito por
More from Flavia Motta

LIS: Das coisas que me incomodam em Lisboa

Estivesse eu ainda nos meus tempos de coordenadora de equipe, essa conversa...
Leia Mais